quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Participantes para o núcleo de estudos em teatro dialético

É com muita felicidade que divulgamos o nome dos inscritos para Oficina Dramaturgia da Memória Morta, com Marcelo Dias Costa. Esta atividade será parte o primeiro módulo do núcleo de estudos em teatro dialético que seguirão com várias atividades até o mês maio do próximo ano, onde será realizada uma mostra de resultados com a ocupação da Casa do Movimento Popular com cenas. Para saber mais clique aqui

Lembramos que a oficina será nos dias 22 e 29 de novembro (sábado a partir das 14h). Aguardamos todos e todas! confira abaixo a lista de participantes!


LISTA DE NOMES 

1 - Isabela Alves Santos
2 - Maria Luíza Anália da Sil
3 - Débora Casapê
4 - MARINAH OLIVEIRA
5 - Nayson Vinicius de Almeida Souza
6 - Amália Coelho de Souza
7 - Renato Gomes de Jesus
8 - Regina Perocini
9 - Elisa Terra Nogueira
10 - Priscila Stefani Sousa Storck
11 - brenda gonçalves moreira
12 - Jenifer Silva de Oliveira
13 - Larissa Silva Maia
14 - Hanna Haiane Silva Vitor
15 - Giselle Alves Lopes
16 - Tiago de Alencar Branco
17 - Isabella Lorrane Ramos Lopes
18 - Bruno rodrigues da cruz
19 - Tom Martins
20 - João Marcos F. Silva
21 - Tamara Macedo Lima
22 - Ana Carolina Silva torres
23 - Flavio Giovani Nogueira

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Núcleo de Estudos em Teatro Dialético - Inscrições Abertas


Dramaturgia Crônica da Memória Morta

Módulo I

A Cia. Crônica de Teatro desenvolve suas atividades na cidade de Contagem desde 2009, onde, além de montagens, busca estruturar espaços de formação e de compartilhamento de experiências abertas aos interessados na caminhada da companhia. As experiências de trabalho na crônica partem dos pressuposto do teatro épico com uma perspectiva dialética, tendo o conjunto de obras de Bertolt Brecht como importante referência de sua pesquisa.

O núcleos de estudo em teatro dialético são desenvolvidos desde 2011 e ganharam força desde então, se configurando como suporte de elenco para a própria companhia ou para impulsionar criação de outros coletivos autônomos. Para possibilitar uma maior participação de interessados, o núcleo deste ano será dividido em cinco módulos, onde o participante terá contato com as diferentes etapas de um processo de criação teatral critica. Ao final dos módulos será realizada um experimento cênicos com ocupação de espaços da Casa do Movimento Popular.

Querendo entender melhor a memória não refletida da cidade de Contagem/MG, prestar conta com nossa história para entender o presente e pensar o futuro, o processo de estudo teatral deste núcleo estará em contato direto com a realidade, investigando sobre os processos de lutas, das greves, do universo do trabalho e das mobilizações sociais que marcaram a história do Brasil, tendo como marco histórico os anos pós 1968 que pararam Contagem com ocupações de fabricas e surgimento de importantes movimentos que hoje não são refletidos ou lembrados na cidade, para não dizer, desconhecidos. Queremos preservar a memória de um povo colocando-a em movimento, fortalecendo suas bases e alicerces que dão sentido à vida. À luta!

O primeiro módulo será sobre construção dramatúrgica, o participante levantará matérias e parcializará diretamente no processo de construção do texto. Nos módulos seguintes investigaremos juntos uma nova relação com o processo de criação onde todos possam ter conhecimento e controle sobre os meios de produção de uma obra teatral.

Dramaturgia Crônica da Memória Morta - se propõe enquanto encontro. Uma vivência ansiosa por resgatar, produzir e difundir memórias de nosso povo por meio da escrita e prática teatral. Os materiais levantados servirão de base para continuidade de estudos do núcleo, criações de cenas, experimentos práticos e apresentações utilizando a Casa do Movimento Popular como espaço a ser ressignificado cenicamente.

O módulo I será orientado pelo poeta, jornalista e dramaturgo Marcelo Dias Costa.
22 e 29 de Novembro, das 14:00 hs às 18Hs
Local: Casa do Movimento Popular - Endereço: Av. General David Sarnof, 117 - Cindade Industrial, Contagem / MG. Esquina com João Cesar de Oliveria (Inicio da avenida), próximo ao metrô.

INSCRIÇÕES
Estudantes de teatro, atores e não atores, atrizes e não atrizes, artistas e interessados em geral.
Idade minima de 15 anos.
Valor: Contribuição voluntária do participante (quanto puder).

FICHA DE INSCRIÇÃO.CLIQUE AQUI

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Apresentação e Oficina no Festival Latino Americano - Ruínas Circulares

A Cia. Crônica de Teatro está na programação do Ruínas Circulares - Festival Latino Americano de Teatro em Uberlândia / MG, com apresentação do espetáculo CORAGEM livre adaptação de Mãe Coragem e Seus Filhos de Bertolt Brecht e Oficina. Interessados podem fazer a inscrição gratuitamente. A apresentação será no dia 16 de novembro (Domingo às 16h). Conferir programação oficial do festival.


OFICINA DE TEATRO ÉPICO

Data: 13, 14 e 15 de Novembro
Local: Sala A4 da Oficina Cultural de Uberlândia
Horário: 09h às 12h
Quantidade de vagas: 40
Carga horária: 12 horas
Público: Adolescentes e adultos. Artistas e dançarinos. Pessoas interessadas com idade mínima de 15 anos.


A oficina apresenta um pouco de como a Cia. Crônica busca uma criação coletivizada em seus processos. São desenvolvidos jogos, exercícios e experimentos musicais num horizonte de construção de cenas com uma perspectiva dialética. Para isso, a oficina também traz um momento introdução aos pressupostos do teatro épico e a relação Bertolt Brecht com o gênero.

A Cia Crônica de Teatro é um grupo atuante na cidade de Contagem (MG), onde desenvolve trabalhos na linha do teatro épico, interessando-se numa atuação critica e tendo nas contradições do cotidiano da sociedade atual, os elementos motivadores para suas criações. O grupo atua em regiões da periferia operária da cidade, onde desenvolve espetáculos e projetos de formação visando à democratização politizada do acesso a arte teatral.

Acreditando na transmissão de saberes a partir de processos colaborativos, a Cia. Crônica tem uma característica de núcleos para troca de experiências, criação, pesquisa e experimentação sempre abertos para interessados, com ou sem experiência, se integrarem ao grupo.

Pede-se ao participante que traga instrumentos musicais (se for o caso) e venha vestido com roupas leves.

CORAGEM
Livre adaptação da obra Mãe Coragem e seus filhos de Bertolt Brecht provocada pelas manifestações de junho de 2013 e a realidade de Contagem / MG. O enredo de CORAGEM narra a história de uma mãe que puxa sua carroça entre rebeliões e manifestações. Numa cidade em estado de barbárie, ela vê uma forma de comércio e acaba perdendo seus filhos para a mesma guerra da qual depende para sobreviver.

 Dia 16 de novembro (domingo às 16h)